Área de Conhecimento Ciências Sociais Aplicadas
Grau Acadêmico Bacharelado
Duração 8 semestres
Modalidade A Distância

O bacharelado em Administração forma profissionais que podem atuar em organizações de todos os setores econômicos e em empresas de qualquer porte, gerenciando organizações por meio de planejamento, organização, coordenação e controle de resultados.

O administrador é o profissional que tem a função de gerenciar os recursos existentes na organização para o funcionamento da máquina administrativa, seja ela pública ou privada, procurando aumentar a produtividade, a rentabilidade e o controle dos resultados.

Durante o curso, o aluno terá disciplinas de formação básica que dão suporte às atividades do administrador, como Matemática, Direito, Sociologia, Filosofia, Informática, Contabilidade, Psicologia, Economia, além de disciplinas práticas voltadas para negócios, como empreendedorismo e startups.

Área de Conhecimento
Ciências Sociais Aplicadas
Grau Acadêmico
Bacharelado
Duração
8 semestres
Modalidade
A Distância

O bacharelado em Administração forma profissionais que podem atuar em organizações de todos os setores econômicos e em empresas de qualquer porte, gerenciando organizações por meio de planejamento, organização, coordenação e controle de resultados.

O administrador é o profissional que tem a função de gerenciar os recursos existentes na organização para o funcionamento da máquina administrativa, seja ela pública ou privada, procurando aumentar a produtividade, a rentabilidade e o controle dos resultados.

Durante o curso, o aluno terá disciplinas de formação básica que dão suporte às atividades do administrador, como Matemática, Direito, Sociologia, Filosofia, Informática, Contabilidade, Psicologia, Economia, além de disciplinas práticas voltadas para negócios, como empreendedorismo e startups.

Mercado de Trabalho

Áreas de Atuação

Diferenciais

Ao contrário do que todos afirmam, o mercado de trabalho para aqueles que pretendem ingressar nessa carreira não está saturado. É engano pensar que os cursos de administração são destinados apenas na formação de gerentes, e tal fato por não ser disseminado no meio acadêmico leva os estudantes a se dirigirem ao mesmo foco.

Um profissional formado nesta área tem um leque de oportunidades nos mais variados setores. De acordo com o artigo 3° do decreto 61.934/67 que regulamenta a profissão, as áreas de atuação para este profissional englobam análises, estudos de campo, pesquisas, administração, planejamento, projetos, organização e outros, todos com bons salários.

Nesse contexto surge uma pergunta: Como fazer para vencer no mercado de trabalho aliando a competência e ética?

Na busca desenfreada por cargos altos que exigem confiança e proporcionam status e reconhecimento, muitas vezes a ética é deixada de lado levando os profissionais a se envolverem em escândalos, esquemas de corrupção, sonegação de impostos e outras irregularidades. Em outros casos não respeitam o espaço dos outros e buscam vencer, sem se importar com a consequência de seus atos.

O profissional tem de aliar o conhecimento adquirido e a prática junto à competência e ética. Estas últimas ajudam o mesmo a organizar seu sistema de valores e ir ao encontro com o código de ética da profissão. Ao final de sua formação acadêmica, o administrador faz um juramento, que indica sua adesão e comprometimento com a categoria profissional.

A ética está ligada à atitude e postura respeitosa e correta do profissional. Todo administrador deve respeitar o próximo, respeitar a concorrência (se quiser superá-la, isso deve ser feito de maneira correta, criando estratégias para isso e não se atrelando a meios indevidos), seus clientes externos e internos, sabendo valorizar as pessoas, atendendo às suas necessidades.

Ao assumir um compromisso com outrem, as questões individuais devem ser deixadas de lado, priorizando assim atingir as metas da organização. Faz parte das atividades do administrador planejar metas, criar meios de atingi-las e administrar o processo de consecução das mesmas. Como a Organização é um sistema aberto e interage com o ambiente, faz-se inerente ao administrador ético trabalhar não apenas o desenvolvimento organizacional, mas também a responsabilidade social.

Existem leis e obrigações que devem ser cumpridas. Muitas são as empresas que além de focar em suas atividades principais, ajudam a desenvolver o ambiente em que estão inseridas. Promovendo programas de ações sociais, ajudando instituições e ONGs. Dentro da empresa, tal fato se aplica em relação à motivação dos funcionários, ao trabalho em equipe, em trazer as melhores ferramentas de trabalho, proporcionar educação e qualificação.

Outras qualidades indispensáveis ao profissional ético é a honestidade em suas ações; ser fiel aos princípios da empresa e da vida; saber respeitar as opiniões de terceiros (pois muitas vezes elas se constituem como melhorias e diferenciais); ser leal aos objetivos organizacionais; ser coerente e ter a consciência que deve estar sempre em busca do conhecimento, pois vivenciamos a era da informação; ter perseverança e lutar pelo seu futuro e apresentar uma postura proativa, ou seja, não ficar apenas restrito às tarefas que foram dadas a você, mas contribuir para o engrandecimento do trabalho.

Devido às mudanças repentinas como as inovações tecnológicas e à rapidez com que as informações são tratadas, é necessário estar aberto a elas e ser receptivo, evitando estagnação.

Conforme supramencionado: a busca do conhecimento é essencial. Após realizada uma graduação, é viável procurar se especializar em uma área, fazer cursos de pós-graduação, MBA, aprender inglês (hoje é uma ferramenta para se manter no mercado), línguas de países emergentes como China e Índia devem ser levadas em consideração, devido ao crescimento em que se encontram. Ter uma rede de contatos ou networking, que o ajudará a estabelecer parcerias e negócios.

Atualmente é imprescindível estar bem informado, acompanhando não só as mudanças técnicas, mas também as de sua área, se aprimorar constantemente, usar de flexibilidade, fidelidade, correção de conduta e boas maneiras. Um comportamento ético atrelado ao conhecimento permanece ainda como fatores que levam ao sucesso.

A economia da região é regida de forma mais forte pelo agronegócio, é criada baseada em   recursos naturais e insumos processados por equipamentos e profissionais de áreas técnicas com grande especialização. Por se tratar de commodity internacional, a competitividade neste setor exige eficiência de produção em escala que não é garantida por si só apenas, mas pela disponibilidade de recursos e tecnologia. Exige também, gestão qualificada, uma vez que se trata de um processo que passa pela produção do insumo, logística, processamento, comercialização, atenção ao meio ambiente, gestão de diferentes tipos de pessoas e de grandes volumes financeiros. Tal complexidade abre espaço para o trabalho para pessoas com formação para atuar em processos gerenciais, assim, mesmo profissionais já formados em outras áreas do conhecimento poderão encontrar possibilidades maiores de empregabilidade. Importante frisar, que esses profissionais, formados nas áreas técnicas e nelas atuando   acabam tendo que buscar conhecimentos mais específicos e generalistas da área de administração também para a progressão na carreira de gestor de negócios, o que propicia o Curso Superior de Bacharel em Administração.

Outra fonte da economia regional, é o comércio varejista e eventos, grande parte formada por pequenas empresas, de origem familiar, geridas por seus próprios fundadores, com perfil empreendedor, mas que contemporaneamente apesar de conhecer muito, seus negócios acabam tendo que enfrentar concorrência que extrapola o âmbito local e regional, indo parar no campo internacional pelo efeito da globalização e sua agressiva concorrência, tornada real nos mais diferentes espaços geográficos. Isso também pressiona a inovação e eficiência, e cria a demanda para a administração cada vez mais especializada. Essa área da economia e o perfil dos empreendedores nela alojados, também exigem a busca de administradores de seus processos.

Esse contorno da economia local e regional, demandando conhecimentos científicos de administração nos seus mais diversos campos, por parte de pessoas já ocupadas em grande parte do dia, levaram à estratégia de criação do Curso de Bacharel em Administração EaD do Centro Universitário da UNIFIO.

Quanto ao estímulo à experiência de aprendizado ao aluno, o curso  de Bacharelado em Administração EaD, ainda:

  • Privilegia a autonomia do aluno, com excelente acessibilidade às trilhas de aprendizagem dos conteúdos, o que permite o desenvolvimento do ensino e aprendizagem num sistema lógico de encadeamento de conteúdos;
  • Permite planejamento e estimula a postura ativa no desenvolvimento do curso, contribuindo para a construção dos saberes;
  • Propicia acesso ao Ambiente Virtual de Aprendizagem “CONHECER”, que  é versátil e dinâmico, características que permitem aos alunos a visualização de seu material didático, estimulando as tarefas e possibilitando a troca de informações entre o aluno e o Professor Tutor;
  • Estabelece no calendário letivo dois momentos de interação síncrona, o que permite ao Professor Tutor proporcionar aos alunos, uma experiência diferenciada no processo de ensino e aprendizagem. Assim todas as dúvidas podem ser sanadas, por meio das Orientações Conceituais Direcionadas – OCD´s, momento especialmente preparado para aproximação dos diversos saberes; 
  • Permite ao aluno o desenvolvimento de conhecimentos por meio de tecnologias inovadoras  necessárias e úteis a serem também utilizadas no mercado de trabalho.
HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com